Nunca diga nunca .

Ao abrir a porta da liberdade, descobri uma nova felicidade que eu jamais imaginei vivenciar na realidade. Tudo tornou-se contrário. O diferente tornou-se normal. O preciso tornou-se ambíguo. O errado tornou-se certo. O raro tornou-se costume. O difícil tornou-se fácil. O impossível tornou-se possível. O incerto tornou-se certeza. A mentira tornou-se verdade. A brincadeira tornou-se seriedade. A distância tornou-se proximidade. A confiança gerou cumplicidade. Não sei até quando manterei essa porta aberta. Metade de mim anseia trancá-la e jamais sair, a outra metade anseia fugir e jamais voltar. O problema é que o diferente atrai dificultando assim, a decisão. Enquanto isso, vou vivendo e aprendendo ...

Rebeca Thomé Costa

4 comentários:

Meio... disse...

amei!

Academiartes-animação disse...

Parabens.

Segue o meu blog que sigo o teu ^^

caldeiraodoselfos.blogspot.com.br

António Jesus Batalha disse...

Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom,dou-lhe os parabéns, espero vir aqui mais vezes. Muitas vezes a incerteza invade o coração, e as portas que abrimos nos trazem desilusão, mas porta fechada não traz, a verdade que nos satisfaz.
Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito satisfeito.
Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais,mas gostaria que não se sinta constrangido a seguir, mas faça-o apenas se desejar, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
Deixo a minha benção e muita paz e saúde.

Paulo André Figueiredo disse...

Belas palavras!

Postar um comentário

______

Minha foto
"A palavra que é escrita talvez seja a que mais fala; traduz o que o peito grita sempre que a boca se cala."
Ocorreu um erro neste gadget