Faça a diferença quando se falar de violência .

Infelizmente, o que mais pode se observar no mundo hoje é a violência. A cada dia que passa as noticias tornam as pessoas mais frustradas e amedrontadas com a realidade em que vivem.
Como pode alguém ser capaz de abusar de uma criança? Um pai matar seu próprio filho? Um marido agredir sua esposa? Seria um modo de reagir a situações constrangedoras ou seria loucura?
Tomando como base situações do dia-a-dia (em casa,na escola ou no trabalho), pode se observar que qualquer pessoa é capaz de agir com “violência” ao se sentir constrangida ou ameaçada por alguém. É o tipo de violência chamada psicológica: ação direta ou indireta, humilhação ou qualquer outra conduta que cause prejuizo a saúde psicológica.
Já a violência física causa dano ou risco à integridade física de uma pessoa,como é o caso de estupros e homicidios . Na maioria das vezes esses casos são considerados feitos por pessoas loucas o que ,de fato, são. Afinal,um ser humano normal seria incapaz de fazer tais coisas, mesmo com motivos aparentemente justificáveis.

Parece que matar ou violentar alguém virou “moda”,pois só o que se vê nos jornais são noticias cada vez mais catastróficas e ,o pior, sem explicação. Se um individuo joga uma criança de um prédio hoje,amanhã já aparecem mais dezenas de casos iguais ou parecidos. Querendo ou não a mídia acaba sendo uma “escola para loucos”.
O mundo está um verdadeiro caos. Falta amor, falta respeito. Eu sei, você não pode mudar o mundo sozinho, mas pode fazer toda uma diferença quando se falar de violência. Não retribua mal com mal,
não faça com o próximo aquilo que não gostaria que fizessem com você, pense muito bem antes de agir e, certamente, poderá transformar até um vida que parecia estar perdida.


Rebeca Thomé Costa.

25 comentários:

Natty disse...

Acho que a vergonha da situação constrangedora leva ao surto e assim as pessoas se matando.
Que essa loucura ande bem longe de mim e os que a carregam também. beijos

Heva Horrana disse...

nossa que texto forte eim? adorei seu blog e o modo de como voce escreve, espero manter contato, obrigada pela visita, beijos :*

Rafael disse...

É por isso que escrevo poemas violentos :p

Marton Olympio disse...

Sim, mas e a violência que se torna a cada dia mais invisível pra gente?
Uma criança na rua.
Um político que se lixa pra gente.
O silêncio da igreja quanto ao controle da natalidade e o aborto...

Violência sem sangue.
Um dos piores tipos :)

http://martonolympio.blogspot.com

nira. :) disse...

falou t-u-d-o!

another girl disse...

adorei o texto!

Mandy © disse...

Super interessante o teu post..
Gostei do blog..
Já tow seguindo..
Bjs.

MioneNunes disse...

Poo cara, amei teu blog...
Muito interessante teu post mesmo
texto forte...
gostei
(Y)
Ow, vou te seguir blz
;D
segue eo tb
rsrs
o/

Wander Veroni disse...

Oi, Rebeca!

Acredito que a violência seja algo patológico. Não está ligado só à pobreza, como muitas pessoas acreditam, mas sim ao fato do agressor sentir prazer em violentar alguém, seja com palavras ou atitudes. Gostei da reflexão que vc trouxe no post!

Abraço

kacau disse...

Rebeca, infelismente ela esta em todo lugar, e se mostra em lugares e pessoas que nunca imaginamos agir assim, a base que é a familia desmoronou, e nós fazemos parte disso e estamos num fogo cruzado.

Marcos Volk. disse...

Cada um tem que fazer a sua parte, esse será o diferencial na humanidade.
Pq senão, num vamos mais poder andar sozinhos na rua. Violencia vai ter em cada esquina.
Amei sua postagem.
Abraços, e visit-me tbm.
Hoje eu atualizei ele falando sobre mudanças:

http://indelevelboy.blogspot.com

Bjs. ;D

Marton Olympio disse...

Ja estice aqui :)

Claudio soccer fan disse...

Infelizmente o que mais se fala e mais se ve na tv é violência mas espero que isso mude com o passar do tempo

Tchezar disse...

É revoltante, né!

Gostei do seu blog! Voltarei com mais calma para ler mais coisas!

Thaty disse...

Apesar da revolta, só isso não adianta, precisamos agir.. bjos e sucesso

Gúh! disse...

Eu já denunciei o tráfico de drogas !

Willon Trotte Fragoso disse...

Bom texto, forte e crítico! Boa sorte para vc também e continue sempre fazendo seus textos, a nossa escrita é a melhor forma de nos expressarmos! e com os Blogs isso tudo ficou mais fácil! Obrigado pela visita no meu.

Neto. disse...

Você resumiu tudo no último parágrafo: "Falta amor." Mas também faz falta a consciência que nós somos responsáveis por tudo o que fazemos ou deixamos de fazer, no fim não há recompensas ou punições, restam somente as consequências.

Já tive um post parecido no meu blog, se quiser, faça um visita: http://txlneto.blogspot.com/2008/06/violncia.html

Adoro o seu blog. Venho aqui sempre prá alimentar a minha alma...

Uma ótima semana prá vc!

Bah disse...

É, realmente é muito triste aonde o mundo foi parar.
Hoje tudo é violência, dor, sofrimento, ódio, raiva...não existe amor, não existe carinho nem esperança de paz.

Lindo blog.

Beijos!

Thaty disse...

Oiee. Olha eu aqui de novo.. quero post novo rsrsrs.... Bjs

Gilvan filho disse...

Simplesmente Showww...!*

Na moral..

Érico Skywalker disse...

adorei seu blog! muito bom! parabens!

thiago disse...

um texto de muito bom gosto.
a cada dia evolues mais!!!
abordagem perfeita!!!!
te amo!!!
bjoo!!!

Fidalgo disse...

meu...muito bom seu texto...impecável e com toda razão...adorei o final...

bjaum!

Leo Pinheiro disse...

Eu acho que devemos pleitear uma mudança social e sociológica - através da educação.

Porém, há dias escrevi em meu blog sobre uma realidade que deve ser mudado através da punição, sim.

Não podemos ser puristas ao falar desse tema. Bjs

Postar um comentário

______

Minha foto
"A palavra que é escrita talvez seja a que mais fala; traduz o que o peito grita sempre que a boca se cala."
Ocorreu um erro neste gadget